quarta-feira, 4 de agosto de 2010

O Som da Minha Infancia

  • Se existe uma trilha sonora para minha infancia com certeza ela é feita com as músicas dos velhos discos longs plays instrumentais da discoteque de meu pai. Ele sempre ouvia uns discos instrumentais diferentes em sua radiola sonata valvulada de uma caixa só, de som mono, e sempre repetia as faixas musicais dos mesmos discos durante todo o dia, em todos os finais de semana, durante anos a fio.

Confesso que na época, no inicio não gostava muito do tipo de música que ele ouvia, mas com o tempo fui aprendendo a gostar e hoje reconheço que esta vivencia serviu muito para esculpir e modelar meu gosto musical pela boa música instrumental.

  • Vejamos agora alguns dos principais discos instrumentais da discoteque do meu pai e que sonorizava a minha infancia.

Hebert Albert e Sua Maravilhosa Orquestra "Tijuana Brass"
O famoso disco "Creme Batido"

A imortal orquestra americana do maestro "Glenn Miller"

Esse lp do grande saxofonista "Moacyr Silva" ainda hoje continua sendo uma referência no estilo samba bossa instrumental.

Ivanildo "Sax de Ouro" sem dúvidas era um dos que mais rodava na sonata do velho.

E para encerrar a seção dos discos clássicos instrumentais da discoteque do meu pai: Saraiva "O Rei do Sax Soprano". Um dos bons mestres da música brasileira reconhecido até hoje com suas classicas composições presente no repertório dos grandes saxofonistas brasileiros que o jazz ainda não corrompeu.

Vejo que os discos do velho permaneceram, as músicas também, e estão cada vez mais próximas. São referências que somado-se a outras, contribuiram muito na escolha do caminho que resolvir trilhar.

  • Hoje ao ouvir os discos do velho, não posso deixar de reconhecer o valor de seu gosto musical em um tempo que o iê iê iê já causava um enorme estrago no gosto musical da maioria da população brasileira.

3 comentários:

  1. Email enviado por José Reis Pereira:

    Gostei, maestro Rocha. Eu também tive uma influência muito boa de minha irmã mais velha, que comprou uma radiola hi-fi e colocava discos de qualidade. A gente mudava um pouco os discos, mas quando ela estava em casa só dava música boa. E ela gostava de fazer tocar música clássica.

    Seu pai é um homem sábio.

    Zé Reis

    ResponderExcluir
  2. Sr Rocha,
    Bem que o senhor pode nos presentear postando estas reliquias no seu blog. Também tive uma infancia onde ouvia meu pai tocar estas beldades e desde então me apaixonei. Só que agora tento buscar na net estes acervos mas não os encontro. Lhe agradeço imensamente se o senhor as disponibiliar para Download.Meu email:flaviomonteirolopes@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. Uma outra trilha sonora da minha infância vem de um momento anteror ainda não urbanizado feito por minha mãe quando entoava em seus fazeres domesticos canções de trabalho; tem ainda o som das cantigas de roda das bricadeiras de menino do interior e o som do abôio dos vaqueiros conduzindo a boiada sertão adentro.

    ResponderExcluir