domingo, 24 de abril de 2011

Osnir Veríssimo: Compositor e Músico

  • Osnir Veríssimo de Sousa nasceu no dia 27 de agosto de 1963, na cidade de Teresina, capital do Piauí, estado da região Nordeste do Brasil. Compositor e músico autodidata teve seus primeiros contatos com o mundo da música ainda na infância.
Aos doze anos, começou a fazer paródias para políticos. A cantora Rosinha Freire, integrante da banda BEC Boy, foi uma das referências na formação e crescimento musical de Osnir Veríssimo. Na época, os programas de auditório, nas rádios Pioneira e Difusora, estavam no auge e Osnir sempre esteve junto da cantora, como o seu amuleto.

Posteriormente, Rosinha Freire foi contratada pelo empresário Sargentelli, de expressão nacional. Nos anos 74/75, Osnir Veríssimo ingressou no GASC - Grupo de Adolescentes Soldados de Cristo, do bairro Vila Operária, período que avivou o aspecto musical do jovem artista, com a presença da música religiosa em sua trajetória artística.

Em agosto de 1979, Osnir Veríssimo conheceu o músico e compositor Gilvan Santos, que lhe ensinou os primeiros acordes de violão. No ano de 1980, Gilvan, Osnir, Antonio Carlos (hoje palhaço Pancinha), Assunção e Oscar Briozo formaram o Grupo Musical Desafio, com o objetivo de protestar contra o sistema político da época. Fizeram o Show Litero Musical “VIOLA E CHINELO”, em que cantavam músicas de protesto, satirizando aspectos da realidade local e envolvendo o público com palavras de ordem.

Nesse ano, em que o papa João Paulo II visitou o Piauí, chegando ao Aeroporto de Teresina, deparou-se com uma faixa que, no meio da multidão, dizia: "SANTO PADRE O POVO PASSA FOME", o que gerou grande rebuliço, com o governador Lucídio Portela mandando a policia federal prender os manifestantes Antonio Carlos, Beto e Oscar Briozo. O manifesto repercutiu internacionalmente: semanas depois, a revista TIME divulgou o fato ocorrido.

"No ano seguinte, Osnir, Gilvan, Titá, Ral e Antonio Carlos montaram novo grupo, “REBUSCADA”. O grupo durou poucos meses. Com o fim do Rebuscada, Osnir foi convidado para ingressar como guitarrista no GRUPO SOM TROPICAL, que tinha linguagem pop e romântica. No inicio do ano de 1982, o Grupo de Teatro Pesquisa (GRUTEPE), convidou o GRUPO MUSICAL SOM TROPICAL para participar do musical infantil do carioca João das Neves, intitulado “A LENDA DO VALE DA LUA”.
  • A trilha musical foi dividida entre os compositores Osnir Veríssimo e Aurélio Melo. Com o sucesso da peça A LENDA DO VALE DA LUA a nível local, Osnir foi convidado pelo Grupo de Teatro Raízes para musicar o espetáculo “MIRIDAN”, do teatrólogo piauiense Aci Campelo.
Osnir compôs, em parceria com Antony Emmerson (Boy), a trilha musical do espetáculo Miridan". Depois, fez a trilha sonora da peça infantil “PASSARINHO DE GAIOLA” e “NAS PEGADAS DE MEU BUMBA” de Ací Campelo e Raimundo (Fuçura) Dias.

Em Teresina, Osnir se apresentou ao lado de: Geraldo Brito, Janete Dias, Solange Leal, Márcia Martin, Marcos de Carvalho, Rosalvo, Jabuti Fonteles, Valdick Soriano, Tânia Fonteles, Tony Costa, João Ângelo, Laurenice França, Vançan, Peinha do Cavaco, João Luiz Bezerra, Chicão, Zemarques, Dalmir Gomes, Fátima Lima, Anderson Nóbrega, Bebeto, Rosinha Amorim, Luiza Miranda, Luizinho de Aracaju, Johnie Casanova, Teddy Arrais, Assis Bezerra, Vavá Ribeiro, João Ângelo, Di Mota, Terra Francisco e outros.

  • Compôs e interpretou a música POÇO FUNDO da Comédia AI QUE VIDA, de Cícero Filho.

Tocou contrabaixo, guitarra e violão na noite teresinense até o ano 1999 e abriu os shows ONDAS E LOMBRAS, do maranhense Jorge Tadeu; ONZE FITAS, de Fátima Guedes, além dos Show(s) de Ângela Ro Ro, Papete, Maria Alcina e também Moreira da Silva.

O compositor Osnir Veríssimo é, além de músico, ator e publicitário. "Ele teve sua primeira música gravada no LP Teresina Canta Theresina em 1993. Osnir Veríssimo está na estrada há 30 anos e produziu shows e Cd´s de artistas piauienses, maranhenses e cearenses". O músico e Compositor Osnir Veríssimo têm cinco Cd’s gravados: Batucada (1999), Mutação (2000), Pavio Curto (2007), Pras Teresas e Cristinas (2008) e Passeata de Marmotas (2010).

  • Obs: O CD Passeata de Marmotas em parceria com o ator, cantor e compositor FÁBIO COSTA, conta e canta dez lendas piauienses e tem como base o livro PASSARELA DE MARMOTAS do escritor piauiense FONTES IBIAPINA.

Fonte: Wikipédia

Um comentário:

  1. Rocha Sousa,quero te parabenizar pela a iniciativa,um trabalho dígno de nota,com certeza,enriquecerá,não só os músicos piauienses,mas todo povo do melhor estado do Brasi,o meu querido Piauí.Estamos a disposição, abraços, Netinho Toni.

    ResponderExcluir