segunda-feira, 21 de novembro de 2011

A Música em Teresina!

  • Há mais de 30 anos convivendo dentro do movimento musical da cidade de Teresina, desde o longínquo 1979, quando por aqui cheguei ainda com 12 anos, vindo da cidade de União-Pi, que acompanho o fazer musical dessa cidade.
Primeiro foram os festivais de música da década de 80 nos CSUS Parque Piauí e Buenos Aires, depois os Festivais da UFPI, e daí até os Chapadões dos dias atuais... Vi bons grupos e muitos artistas nascerem e se projetarem nesses festivais. Em paralelo a esse movimento vivenciei uma época de bons conjuntos musicais que animavam as festas dos clubes sociais da alta sociedade e claro dos clubes de suburbios do povão.


Grupo Candeia - Teresina

Vi a briosa Banda da Policia Militar ceder um pouco de seu brilho para as Bandas Escolares que foram surgindo através de projetos comunitários. Vi o nascimento e crescimento da Orquestra Sinfônica de Teresina. Vi de perto as transformações acontecerem em nosso meio musical (as vezes não só como testemunha, mas, até como personagem dessa história).

  • Uma das contribuições mais importante para a transformação musical de Teresina, foram os investimentos feitos através do poder público municipal na criação e manutenção de vários projetos de musicalização de jovens e na contratação de músicos-professores comprometidos com essas mudanças.
Hoje, são muitos os projetos da Prefeitura de Teresina que utilizam a música como ferramenta de musicalização  de jovens: Projeto Bandas Escolas, Violões nas Escolas, Orquestra Escola, Grupos de Flautas Doces, Corais Infantos Juvenis, e Grupos de Percussão, entre outros.

O que parece estar ocorrendo em Teresina é um círculo virtuoso, no qual bons músicos forçam a criação de bons grupos que forçam a criação de boas escolas que formam bons músicos que com seu talento estimulam outras vocações musicais e continuam formando bons músicos, e assim atraindo mais público e pessoas interessados em investir nesta área. Como uma bola de neve, o movimento da música instrumental em Teresina cresce constantemente e desperta cada vez mais a atenção em nível local e nacional.

Vavá Ribeiro - Calmaria
  • Não se pode esquecer que o conhecimento musical formal em Teresina, até bem pouco tempo era privilégio de poucos. Graças aos investiimentos públicos as constantes transformações ocorreram e hoje vive-se o tempo de uma música democrática onde qualquer um jovem independente de sua condição de renda, pode ter acesso a esse conhecimento.
E viva a música em Teresina!

3 comentários:

  1. Parabéns, maestro e mestre Rocha Sousa, pela exitosa e brilhante trajetória musical nessas três décadas!
    Um grande abraço,

    Dodó Macedo.

    ResponderExcluir
  2. parabéns maestro rocha pela ousadia dessa orquestra

    ResponderExcluir
  3. E agora, temos uma das maiores revelações do "acordeon", que logo-logo estará no patamar dos grandes "sanfoneiros" do País, como Dominguinhos, Osvaldinho do Acordeon e Luiz Lua Gonzaga... O nosso pegueno Grande Isaac, de apenas 10 anos! Viva Isaac, viva a Música Piauiense, viva aos homens de boa vontade dessa Terra por quem "jaz meu coração", de forma tão ardente quando ao calor que dela emana"! (Chico Vaz - poeta e compositor - Brasília-DF - 61-83333891/Tim e 3319-9551/STJ chicooliveira2013@gmail.com).

    ResponderExcluir