segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Anos 70: Os Hit's Made In Brazil

[Capa do disco "Hit's Again"]
  • Nos anos 70, época em que as rádios no Brasil tocavam na maioria de sua programação música estrangeira e DJ ainda era chamado de Disc-Jockey, um grupo de artistas brasileiros tornou-se um fenômeno de vendas do mercado fonográfico fazendo grande sucesso ao compor e cantar em inglês usando pseudônimos americanizados. Terry Winter, Patrick Dimon, Chrystian, Malcolm Forrest, Pete Dunaway, Mark Davis e Dave Maclean foram alguns, além dos grupos Light Reflections, Sunday, Lee Jackson e Pholhas, entre tantos outros.

Muita gente nem sequer sabia que, por trás das canções que invadiam as rádios, as pistas e as trilhas das novelas estavam compatriotas. Eram artistas brasileiros lançados como estrangeiros cantando em inglês com um único objetivo de manter o lucro das gravadoras frente à explosão de vendas da música internacional.


  • Morris Albert, em 1973 lançou a música "Feelings", se tornou um enorme sucesso vendendo mais de 300 mil cópias não apenas no Brasil. Em 1978 gravou o sucesso "She's m", de sua autoria.
Grande parte dos sucessos lançados por esses artistas ganhou o mundo. ''Feelings'' é o exemplo paradigmático: a maioria dos americanos pensa até mesmo tratar-se de um standard nacional.


  • Light Reflectionsem abril de 1972, lança pela gravadora Copacabana o disco Tell Me Once Again. Em menos de um mês o disco já estava entre os 10 primeiros de todas as paradas do Brasil. O Light Reflections tornou-se um dos grupos mais requisitados na época e se destacou entre os diversos nomes brasileiros que cantavam em inglês.

''Tell Me Once Again'', do Light Reflections, também estourou dentro e fora do país, gravando oito compactos e dois LPs em apenas cinco meses do ano de 1972. ''Vendemos 1 milhão de cópias e fizemos shows em toda a América Latina'', lembra André Barbosa, líder do grupo, hoje professor universitário.

O fenômeno dos brasileiros cantando em inglês pode ter várias explicações. A primeira é a própria preferência do público pela música internacional naquele momento. As canções tocavam no rádio, mas muitas vezes não estavam disponíveis nas lojas de discos porque os custos envolvidos com pagamento de direitos autorais e patrimoniais aos artistas estrangeiros não faziam jus em relação a margem de lucro que ficava para as gravadoras. ''A solução encontrada pelas gravadoras do país para preencher essa lacuna foi lançar no mercado nacional, artistas brasileiros cantando em inglês'' como se fossem estrangeiros, diz Claudio Condé, ex-integrante do grupo Lee Jackson, hoje presidente da Warner no Brasil.


  • Lee Jackson, foi um grupo de rock formado na cidade de São Paulo em 1969 por Luís Carlos Malully (voz e guitarra), Marcos Maynard (teclados), Cláudio Condé, Sérgio Lopes (baixo) e Marco Aurélio Bissi (bateria). Iniciou a sua atuação fazendo "covers" dos Beatles e de James Taylor. Com a moda de se cantar baladas em inglês no início dos anos 70 o grupo obteve sucesso.

Boa parte dos artistas que participaram desse fenômeno eram músicos e cantores competentes. A maioria vinha do circuito de bailes, outros eram profissionais de estúdios de gravação. Para isso, tiveram que adotar nomes artísticos em inglês.


  • Terry Winter, seu nome verdadeiro era Tommy Standen. Ele era paulista e pertencia a uma família de origem britânica, o auge de sua carreira foi na década de 70, no movimento conhecido por rock da garoa. Summer Hollyday e Our love dream, foi um de seus grandes sucessos.

Pholhasgrupo paulistano formando em junho de 1968, na cidade de São Paulo, por Helio Santisteban, Paulo Fernandes, Oswaldo Malagutti, Wagner "Bitão" Benatti, guitarrista e vocalista. Fizeram sua estréia oficial num baile no bairro do Tatuapé em setembro de 1972. Lançaram pela RCA seu primeiro LP e nenhuma das suas músicas de sucesso vendeu menos do que 300 mil cópias.


  • Mark Davis - no início dos anos 70, antes de adotar o nome de Fábio Jr., seguiu a tendência do mercado daquela época - que preferia que os cantores brasileiros gravassem em inglês com nomes estrangeiros - e passou a usar os pseudônimos de Mark Davis e Uncle Jack. Como Mark Davis, o artista chegou a lançar disco em 1974 e emplacou a canção, Don't Let me Cry, feita para uma namorada morta no incêndio do edifício Joelma, ocorrido em São Paulo no ano anterior.

As trilhas sonoras das novelas foi o que impulsionou o movimento: “Ficávamos no corredor da gravadora esperando informações sobre o personagem que ganharia o tema. A música, o arranjo, tudo era composto ali, em um ou dois dias, sob encomenda”, conta Chrystian.



  • Chrystian, antes da formação da dupla Chistian & Ralf, cantava em inglês, e gravou uma música para a novela Cavalo de Aço em 1973, Please don't say goodbye.

O sucesso dessas primeiras trilhas internacionais das novelas contribuiu para difundir este movimento "made in brazil", em que cantores brasileiros que passaram a gravar temas na língua estrangeira para que suas gravações fossem inseridas nos discos de trilhas internacionais das novelas.


  • Michael Sullivan - de Recife se mudou para o Rio aos 17, fez parte dos grupos "Renato e seus Blues Caps" e "The Fever's". O seu primeiro compacto solo "My Life" superou a marca de um milhão de cópias vendidas.

  • Tony Stevens, foi o pseudônimo que o cantor Jessé usava para cantar em inglês diversas canções como If you could remember antes de fazer uma carreira brilhante na história da música popular brasileira.

  • Os Trepidante’s - banda pernambucana da cidade de Recife que fez muito sucesso no nordeste desde 1970 cantando em inglês.  Foram lançados nacionalmente pela gravadora Tapecar do Rio de janeiro em 1976. No primeiro long play foram sucesso com a música "Remember-me". O sucesso foi tão grande que em sessenta dias venderam 350.0000 cópias, ganhando disco de ouro e platina.

Com os baixos custos dos artistas nacionais se passando por estrangeiros foram quase uma década de mistério, ou até mais, de artistas escondendo suas faces e se “ocultando”. Pouco se sabia sobre os artistas brasileiros que cantavam em inglês. Dos vários artistas que embarcaram nessa onda, alguns se deram muito bem, outros, sumiram completamente da mídia após o fim do movimento.


  • Dave Maclean é um cantor e compositor brasileiro cujo repertório cantado em inglês fez muito sucesso nos anos 70. Dave emplacou vários hits como "Me and you", tema da novela Os Ossos do Barão, "Tears", "Feelings" e "We said goodbye", esta recebeu disco de ouro no Brasil e no México. O cantor também teve reconhecimento em países como Filipinas, Equador, Panamá, Portugal, Estados Unidos, Espanha, França e Inglaterra.

7 comentários:

  1. Parabéns pelas postagens.
    Tive a oportunidade de navegar pelo conteúdo e
    sem dúvida foi uma ótima impressão que passarei à frente. Quando falamos desta época, para quem não teve a oportunidade que tivemos de vivê-la, somente palavras não são o bastante para expressá-la o quanto foi diferente e mágica. Infelizmente como o tempo passa, e além do tempo, os valores também se modificam, podemos dizer que fomos afortunados por viver esta época.

    Um grande abraço e mais uma vez, parabéns!
    (Limar Santos - Limeira-SP)

    ResponderExcluir
  2. Quero agradecer os comentários feitos no facebook sobre essa postagem principalmente por aqueles que interpretaram essas canções em sua vida de profissional da música, como os músicos: Peinha do Cavaco, Edino Neiva, Valter [ex-brasa 7 - atual Bob Robson], Evaldo Lima, Nonato do Trompete [ex-banda aquarius], Silvio Cesar, Soldadinho dos Teclados, Edinaldo dos tecaldo (ex-baterista de várias bandas). Abraços a todos! É em respeito a esse trabalho que os senhores e muitos outros construiram que tentamos a cada dia ir resgatando com a colaboração de todos.

    Rocha Sousa

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber se alguem de voces sabem sobre um lp dos anos 70, em que tem varios destes artistas citados acima cantando, só que tem a voz de um locutor que anuncia cada musica.
    Ouvi uma unica vez e gostei muito da gravação,por lembrar de minha querida mãe.
    A voz do locutor parece muito com o que faz a locução dos produtos bozzano(final dos anos 70).
    Desde já, agradeço de coração.
    Muito grato
    Múcio Bittencourt
    Monte Alegre de Minas / MG.
    e-mail: mucio1966@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tem cantores como chrystian,pholhas,junior(excuse-me), etc...
      O nome do LP é "----- musical" (não me lembro o 1º nome).
      att...

      Excluir
  4. É,foi sem dúvida um momento maravilhoso da música popular''brazileira'':arranjos harmônicos melodiosos,vocais muito bem feitos,letras beeemmm românticas;sorte de quem viveu essa época,pelo menos em termos musicais,né?;Eu nasci em 1978,provavelmente este estilo musical estava entrando em declínio,assim como o rock progressivo,o soft rock,e o folk rock(acho até que estes três estilos musicais foram incorporados com os belíssimos arranjos de vocais ,e de cordas nas músicas desses verdadeiros artesãos da música,neste curto,mas feliz período da música popular brasileira da época).Vai ver que os jovens,no fim dos anos 70,talvez começaram a curtir mais o punk rock,heavy metal,ou então,a discomusic.Bem,eu curto muito a música desde a segunda metade dos anos 60,boa parte dos anos 70,ainda curto os sons dos anos 80(que já está começando a ficar estagnado no tempo),e claro como boa parte da minha adolescência foi nos anos 90(talvez será considerada a época menos criativa,ou até medíocre da história da música,pois particularmente não acho,teve muitas bandas de rock,e artistas de MPB que fizeram músicas legais nessa época, é só procurar que a pessoa encontrará),curti muuuito o som dessa época,e continuo curtindo ainda,e no começo dos anos 2000,surgiram bandas de rock,e cantoras e cantores de MPB legais,e o legal é que temos à disposição a internet que nos proporciona a possibilidade de ouvir os sons que estão fazendo por aí,mesmo no meio de tanta música de gosto duvidoso,ainda é possível ouvir sons legais,criativos,e que ainda,lembraremos daqui à alguns anos,ou décadas,sei lá,como lembraremos destas maravilhosas canções que causam arrepios,paixões e realimenta a esperança na busca pelo eterno amor...''VIVA à MÚSICA !!!!''

    ResponderExcluir
  5. Tenho uma música antiga, dessa .época do dave maclean, terry winter, etc,e não sei o nome da musica nem do cantor.Quem puder me ajudar meu email é marciofla1978@gmail.com

    ResponderExcluir