quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Banda de Música Municipal de União-Pi

  • Banda Municipal de União - Pi, apresentando-se no adro da Igreja Matriz no tradicional Festejo local de São Raimundo Nonato, em 29 de agosto de 1944, dia em que se homenageia até hoje os Vaqueiros.

A Banda de Música Municipal da Cidade de União surgiu da mesma maneira que muitas bandas municipais sugiram nas pequenas cidades do Nordeste. Foi numa época que os meios de comunicação de massa ainda eram muito insipientes, em que o fornecimento de energia elétrica era privilégio apenas das grandes cidades e, que por isso mesmo praticamente não havia ainda sistemas de amplificação de som. Dado esse cenário eram das Bandas de Música Municipais, o papel de comunicação musical nas cidades interioranas de pequeno porte.

  • Inspiradas nas tradicionais Bandas Militares e geralmente criadas e financiadas pelas prefeituras dessas cidades, as Bandas de Música sempre cumpriam, principalmente, dois papeis básicos: o primeiro servir como um meio estratégico político de animação musical em eventos oficiais das prefeituras, tais como inaugurações de escolas, estradas, praças e obras em geral. E o segundo de prestar auxílio nas solenidades da Igreja Católica, como em procissões, missas, leilões de festejos de santos, enterros etc.

Segundo o atual mestre da banda, Antonio Tertuliano dos Santos, conhecido como “Seu Neguinho”, que também é o mais antigo e experiente integrante desta, não há registros da origem da Banda de Música Municipal de União, todavia podemos com certeza dizer que ela tem no mínimo 6 décadas de existência. Isso porque há um registro fotográfico em que a banda se apresenta no adro da Igreja Matriz no tradicional Festejo local de São Raimundo Nonato, em 29 de agosto de 1944, dia em que se homenageia até hoje os Vaqueiros, uma das figuras mais representativas da nossa cultura.

  • Nessa época, no governo municipal de Filinto Rêgo (1937-1945), o maestro regente da banda era Sebastião Simplício, renomado maestro da época que também regia a Banda de Música da Polícia Militar do Piauí.

Ainda segundo "Seu Neguinho", a mencionada banda, passou vários anos sendo formada e reformada por músicos escolhidos quase sempre por critérios próprios, ou seja, cada prefeito que entrava reorganizava a banda segundo seus interesses políticos.

Foi apenas no ano de 1985, por meio da Lei 177/85 de 17 de abril, que definitivamente foi criada, de modo oficial, a Banda de Música Municipal de União. A partir daí ela passou a ter diretoria, regimento e sede própria. A lei garantia ainda o total apoio financeiro da Prefeitura Municipal de União, para mantê-la.

  • Banda Municipal de União - Pi em pose durante apresentação no ano de 2000 onde podemos identificar alguns de seus componentes [Seu Cicero - sax alto; Seu Edmilson - trombone; Seu Neguinho - trompete; Seu Chico Fugueteiro - Tuba Mib; Ronaldo - sax tenor; Pai Preto - tarol; Costinha - Bombo].
Entretanto muitos anos se passaram e aos poucos a Banda de Música Municipal de União foi sendo esquecida pelas autoridades competentes: Não havia uma política de formação de instrumentistas para o quadro permanente da banda, muito menos procedimentos de reposição dos músicos que se aposentavam. Além de tudo os instrumentos, muito antigos, com o tempo passaram a ter problemas constantemente, ficando alguns inutilizáveis definitivamente, pois também não existia uma ação governamental de manutenção desses equipamentos.
Foi só a partir de 2009 que a Prefeitura Municipal de União retomou o seu olhar para a importância cultural e histórica da referida banda, concebendo um projeto para sua revitalização. Com isso foi possível contratar o músico piauiense, mestre de bandas, pesquisador musical e membro avaliador da Confederação Nacional de Bandas e Fanfarras (CNBF), Maestro Regente Antonio Carlos Rocha Sousa. Com ele houve um ganho substancial na qualidade técnica da Banda, pois se iniciou um a política de reciclagem dos músicos veteranos e a formação de novos jovens instrumentistas oriundos da Escola Pública Municipal de União “Padre Luiz de Castro Brasileiro”, e o concerto dos instrumentos danificados.

  • Atualmente a Banda de Música Municipal de União conta com 20 (vinte) músicos destes, 8 (oito) são os instrumentistas veteranos, e os outros 12 (doze) são instrumentistas adolescentes recém formados em um curso básico de música oferecido pela prefeitura.
  • Maestro Rocha Sousa apresentando-se com a banda de música formada por jovens da Escola Municiapal Padre Luiz Brasileiro durante as comemorações do aniversario da cidade de União-Pi em setembro de 2009.

Assim sendo podemos dizer, sem levar em conta a formalidade da Lei que criou-a em 1985, que a Banda de Música Municipal de União tem aproximadamente mais de 70 anos de uma importante e rica história, que tem que ser preservada e sempre valorizada por todos.

  • Texto Apresentação do Projeto "Equipar Para Respeitar a História de Uma Banda", escrito por Marcelo Cruz - Gerente de Cultura do Municipio de União-Pi.

7 comentários:

  1. Gostaria de louvar a atitude da Prefeitura de União - Pi em utilizar a banda de música como elemento de formação de jovens. Em muitas cidades brasileiras isso ainda não foi percebido pelas pessoas que as governam.

    ResponderExcluir
  2. Marcelo, seis ou sete décadas é pouco para banda de União. Apesar da falta de documentos que possa comprovar uma maior idade para a mesma mas me arrisco em dizer que a banda de União é centenaria.

    Se não vejamos a introdução do texto escrito por Ronaldo Chaves sobre a história da banda do vizinho municipio de José de Freitas - Pi: "A Banda de Música Municipal da cidade de José de Freitas - Pi, foi fundada em 1910 por Gentil de Almendra Freitas, em virtude da necessidade de animar os bailes em alta naquela época. Até então animados pela Banda vinda da vizinha cidade de União".

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Rocha!!! Vejo que o município de União ganha muito com isso, e como ganha!

    ResponderExcluir
  4. Vejo com muito orgulho esse trabalho desenvolvido pelo maestro em nossa cidade, é muito bom pra juventude de União, novas oportunidades que não se via antes.

    Parabéns ao Prefeito Zé Barros que ganha cada vez mais a confiaça do povo de União com um trabalho que valoriza a cultura.

    ResponderExcluir
  5. parabens galera que Deus ilumine todos voces eu tenho acompanhado voces em teresina e gostei muito por que voces estao ganhando espaço em todo brasil.valeu. o prefito ze barros tem que envestir mais PORQUE TA VALENDO APENA

    ResponderExcluir
  6. Meu pai, Francisco Medeiros da Silva (sax alto)era conhecido como "Chico preguiça" em apelido, foi saxofonista e diretor, por muito tempo. Fez parte dessa banda,até 1982 quando faleceu.Lembro que ele tinha uma foto dessa banda, datada de 1945, guando tinha 45 músicos, e viajavam muito Piaui afora. Regeneração, José de Freitas, Miguel Alves, e outras Cidades, o que eles chamavam de: "DESOBRIGA" ou viagens em varias Municípios. Francisco Japurá, também foi membro (sax tenor) e diretor.

    ResponderExcluir
  7. Meu amigo valdinar lembro de muita coisa dessa época.
    Eu sei que não lembra de mim já faz 40 anos q sair de união mais sempre vou ai.
    Olha eu sou sobrinho do seu Santo da prefeitura era assim q o povo chamavam ele.A meu nome é João eu tenho um irmão q mora ai e muitos primos blz


    ResponderExcluir