domingo, 26 de julho de 2009

Arranjos Para Big Band Tradicional


Orquestra Nostalgia
  • As dificuldades para aquisição de partituras inéditas nos mais variados estilos para a formação BIG BAND e ou ORQUESTRA DE SALÃO em nosso país, nos fizeram disponibilizar neste blogger para os interessados, um CATÁLOGO com um rico acervo de arranjos de nossa autoria para esta formação.

Os arranjos, transcrições e adaptações para big band, apresentados em nosso catálogo, foram organizados com a finalidade de atender as necessidades da disciplina Prática de Conjunto em Big Band, oferecidas aos alunos da Escola de Música Adalgisa Paiva — EMAP / UFPI, turmas 2003/2004/2005 e 2006, bem como, complementar o repertório da Orquestra Nostalgia, grupo que formamos juntamente com os nossos alunos com a finalidade de preencher uma lacuna existente no mercado musical da cidade de Teresina e região.

A idéia é colocar a disposição das escolas de músicas, das bandas de músicas e demais interessados, um repertório com arranjos, transcrições e adaptações inéditas, que poderão contribuir para o re-surgimento de novas orquestras big bands em nosso país, dentro das escolas, inspiradas no som dos nossos grandes mestres nesta arte, a exemplo de: Moacyr Santos, Cipó, Severino Araújo, Carioca, Glenn Miller, Cyro Pereira, ,Duda, Ray Conniff, Perez Prado, dentre outros.

NOSSO CATÁLOGO BAIXE AQUI
  • BIG BAND TRADICIONAL

- Formação Básica: 03 Blocos Instrumentais Distintos e Seção Rítmica

  • Trompetes: 04 Trompetes em Sib
  • Saxofones: 02 Saxes alto em Mib, 02 Saxes tenor em Sib, 01 Baritono em Mib
  • Trombones: 03 Trombones tenores, 01 Trombone baixo
  • Seção Rítmica: Guitarra, Baixo, Piano e Bateria

Vídeo com a Orquestra Nostalgia de Teresina, Big Band laboratório onde os arranjos do nosso catálogo são experimentado e compõem o seu repertório.




Arranjo Demostrativo em Formato PDF [Wave - Arr Rocha Sousa]

http://www.4shared.com/document/sVYLOy7f/Big_Band_-_Wave_Rocha_Sousa.html

AUDIOS LINKS

Wave - Arr Rocha Sousa

http://www.4shared.com/audio/GMvKI7o3/Wave_-_Big_Band_-_Arr_Rocha_So.html

Mulher - Arr Rocha Sousa

http://www.4shared.com/audio/96hHZhE7/Mulher_-_Big_Band_-_Arr_Rocha_.html

Quinta de Beetholven e Mercy Mercy

http://www.4shared.com/audio/4hL-ZASN/Quinta_de_Beethoven_e_Mercy_Me.html

Medley Grandes Boleros - Arr Rocha Sousa

http://www.4shared.com/audio/7sXfbs3E/Medley_Grandes_Boleros_-_Big_B.html

Emoções - Adap Rocha Sousa

http://www.4shared.com/audio/BGBAaWX6/Emoes_-_Orquestra_Nostalgia_ao.html

Italia Medley - Arranjo Rocha Sousa

http://www.4shared.com/audio/2v5jxqye/Italia_Medley_-_Big_Band_-_Arr.html

Love Is All - Arr Rocha Sousa

http://www.4shared.com/audio/Ekv2jBZW/Love_is_All_-_Big_Band_-_Arr_R.html

Roberta - Arr Rocha Sousa

http://www.4shared.com/audio/OKN31VZ7/Roberta_-_Big_Band_-_Arr_Rocha.html

  • No video abaixo intitulado "Bossa Nova In Concert", a Banda Sinfônica Jovem Mario Portes de Mogi das Cruzes - SP, executa "Garota de Ipanema" de Tom Jobim e em seguida dois arranjos do maestro Rocha Sousa: "Wave" de Tom Jobim e "Manhã de Carnaval" de Luiz Bonfá.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Mestre Abdoral e a Praça Pedro II


Mestre Abdoral
  • Muitos dos que passam pela praça Pedro II, centro de Teresina e ver aquele senhor e seu trompete em uma banca de Cds, comercializando suas produções independente, e as vezes apresentando se ao trompete não sabem que se trata do mestre Abdoral, um dos mais antigos músicos de Teresina.
A Primeira vez que o mestre Abdoral tocou na praça Pedro II, foi lá pelos ido de 1940 quando o mesmo ainda tocava na Banda da PMPI. De lá pra cá muitas orquestras e muitos lugares fizeram parte da história de sua vida, mas um local permanece até hoje. A Praça Pedro II no Centro de Teresina.
Desde do inicio da década de 90 mestre Abdoral passa ali na p2 os turnos das manhãs de segunda a sexta, propocionando aos frequentadores desse espaço público um apresentação com muita sensibilidade ao som de seu trompete companheiro inseparavél.
  • Mestre Abdoral é acima de tudo um apaixonado pela praça e por sua arte. Ele confessa que não saberia viver sem ambos, talvez por isto ainda continua vivo.
Mestre Abdoral já faz parte do aspecto colorido peculiar do ambiente da praça onde outros à utilizam para trabalhar.
  • Mestre Abdoral, um músico cheio de recordações em uma praça cheia de histórias, que precisamos resgatar.
NOTA:
Abdoral de Carvalho Amorim, nasceu em Simplicio Mendes (Pi) em fevereiro de 1929, começou a atuar como músico trompetista profissional na Banda de Música da Policia Militar do Piauí em 1947 na cidade de Teresina, além de atuar também em orquestras de salão animando festas em clubes sociais tradicionais em toda região do meio norte brasileiro.

Em 1950 deixa a banda da Policia Militar e passa atuar em várias orquestras de rádios em Campina Grande (PB), Recife (PE), Fortaleza (CE). Em 1955 de volta a Teresina (PI), é contratado para trabalhar na Rádio Difusoura de Teresina tocando no "Regional da Difusoura", conjunto que animava os programas de auditório da emissora.
Tempos depois, mais precisamente na segunda metade da década de 60, mestre Abdoral passa a atuar como empresario de seu proprio conjunto e novamente seu trabalho ganha destaque tornado seu grupo por muito tempo um dos mais requisitados da região.

  • Vidéo sobre os 35 anos de inauguração da Tv Clube de Teresina onde o mestre Abdoral é destacado como um dos personagem desta história.


sábado, 18 de julho de 2009

EMAP: Uma Escola de Jazz no Sertão

Big Band EMAP

  • A Escola de Música Adalgisa Paiva, localizada na Universidade Federal do Piauí (UFPI), em parceria da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), desenvolve um trabalho que busca a formação profissional de músicos do Piauí, além de usar a música para a inclusão social dos seus alunos.
As atividades são realizadas através de um projeto pedagógico voltado para a preparação do músico para o mercado de trabalho. Performance, gravações, apresentações, confecção de arranjos e regência são algumas áreas que são trabalhadas na escola.

  • "Agora que contamos com a parceria da Seduc, acredito que o número de nossas apresentações aumentará, assim podemos mostrar o nosso trabalho a um número maior de pessoas, em lugares diferentes", afirmou o diretor da Escola de Música, Luizão Paiva.

A Escola de Música é livre e aberta para todas as pessoas interessadas no assunto. No espaço é trabalhada desde a música erudita a músicas populares. As turmas são formadas desde crianças até pessoas mais velhas.

  • A Escola conta com um corpo docente de músicos qualificados, profissionais e éticos. Um exemplo disso é o professor Betholven Cunha que está em Campinas (SP) representando a escola em um concurso nacional de composição de música contemporânea.

Grade curricular - Visando a um aprendizado voltado para a prática instrumental, vocal e todas as suas áreas de atuação no mercado de trabalho, a grade curricular vem sofrendo reformulações desde 2007 e atualmente é composta das seguintes disciplinas:

  • Instrumento (I a V) - Estudos técnicos no instrumento escolhido: canto, violão, guitarra elétrica, contrabaixo elétrico, bateria, piano, teclado, acordeom, saxofone, flauta, trompete, trombone, violino e viola.
  • Musicalização (I a III) - estudos de teoria e percepção musical.
  • Pratica de conjunto (I a IV) - complementando o ensino técnico instrumental e vocal.
  • Formação dos Acordes no Violão ou Piano - disciplina obrigatória para alunos de instrumentos que não realizam harmonia (ex: sax, flauta, violino, canto). O aluno opta entre violão e piano.
  • Harmonia Funcional (I e II) - harmonia aplicada à música popular. Abordagem do estudo de harmonia desenvolvida pelo músico e professor Ian Guest.
  • Harmonia Tradicional (I e II) - Abordagem tradicional do estudo da harmonia tonal. Harmonia II inclui contraponto e noções de arranjo.
  • Improvisação (I e II) - Estudo das relações entre as escalas e os acordes. Importante disciplina e atributo muito exigido no meio musical.
  • Master Class - No último semestre, o aluno formando assiste a aulas e oficinas de outros professores da EMAP, promovendo uma visão mais ampla da música.
  • Técnicas de Ensaio - Semelhante à prática de conjunto, porém, o próprio aluno é quem vai coordenar os ensaios, da escolha do repertório à confecção de partituras, transposições para outros instrumentos e controle de frequência dos alunos.
  • Regência - Noções de regência coral e instrumental.
  • Recital de Conclusão de Curso - Apresentação do formando perante uma banca examinadora.
  • História da Música (I e II) - Compreensão das origens e desenvolvimento da música ocidental (inclui apreciação).

Grupos Fixos de Prática de Conjunto:

- Big Band Emap
- Coral Emap
- Grupo de MPB Emap
- Orquestra Ray Conniff
- Grupo Camerístico Emap
- Sexteto de Saxofones
- Grupo de Mpb Emap
- Sexteto de Jazz
- Grupo de Bossa Emap
- Grupo de Percussão Emap
- Grupo Instrumental Emap
- Grupo de Sax Emap
- Instrumental de Sopro e Cordas Emap
- Regional Emap

Fonte: Portal Governo do Estado do Piauí

Vídeo Documentário sobre as atividades da EMAP/UFPI/SEDUC

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Os Clubes Sociais Teresinenses

Iate Club Teresinense
  • Gostaria neste post, ainda que brevemente, refletir sobre uma das principais mudanças ocorridas nos últimos vinte anos no meio do mercado de entretenimento cultural da cidade de Teresina, que é o esvaziamento de seus clubes sociais. Vamos tentar dizer algo sobre o que essa mudança tem significado para o nosso mercado de trabalho.

Durante muito tempo os clubes sociais de Teresina eram os responsáveis pela realização dos principais eventos da nossa cidade. Eventos estes, onde as famílias se reuniam com muita elegância para se divertirem e exibirem seu luxo com muito glamour. Hoje, infelizmente para centenas de trabalhadores que vivem da atividade musical em nossa cidade, a situação dos clubes sociais é muito diferente, a maioria entrou em decadência e não conseguem promover nem mesmo os tradicionais bailes durante o período de carnaval.

  • Na verdade, muitos dos fatores que motivaram o esvaziamento dos clubes sociais têm sido compreensivamente discutidas no meio artistico musical, de modo que assim não necessito aqui descrevê-las detalhadamente.

A decadência dos clubes sociais em nossa cidade, trouxe muitas mudanças na relação do músico com o mercado de trabalho. No passado, vários clubes, onde podem ser citados o River Atlético Clube, BNB Clube, AABB, Clube dos Diários, Clube das Classes Produtora, Jockey Clube, Circulo Militar, Iate Clube, dentre outros, sustentavam financeiramente o mercado de trabalho musical da nossa cidade e região. Em meados da década de oitenta, houve um esvaziamento desses clubes e com isso muitas bandas locais foram falindo, vitimados pela própria atrofia financeira. Com isso, muitos músicos saíram em defesa da própria sobrevivência montando seus próprios grupos através de pequenas formações instrumentais (os famosos esquemas), outros preferiram tocar sozinhos ou a tirar festas sem compromisso com outros colegas, fazendo surgir daí, a famosa figura do músico free-lance, que toca com qualquer um, sem dar exclusividade a ninguem.

Mas eis que surge uma luz no fim do tunel...

  • Apesar da decadência dos clubes sociais, nos últimos anos várias empresas passaram a atuar no setor de entretenimento, promovendo e gerenciando uma grande diversidade de eventos e com isso o mercado da música profissional volta aos pouco responder positivamente e acenar para um crescimento deste setor em nossa cidade.

Vídeo com os Brasinhas, uma banda musical especializada em animar bailes com músicas dos anos 60 e que já animou muitos bailes em nossa cidade.


terça-feira, 14 de julho de 2009

Centro de Educação Musical do Mocambinho: completa 20 anos


  • O Centro de Educação Musical do Mocambinho (CEM-Mocambinho), completou no mês de abril 20 anos de atividades ininterruptas. Alunos, professores e a comunidade do mocambinho têm muito a comemorar. São vários alunos que saíram de suas salas e ingressaram no mercado profissional e em faculdade de música levando consigo uma boa base de conhecimento ali adquiridos.

A criação dos escolões municipais da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), em 1989, possibilitou a rede pública municipal de ensino, ofecerer aos alunos destas escolas municipais de tempo integral, um novo modelo de ensino diferenciado, que além do ensino fundamental, complementa a carga horaria com cursos e oficinas de iniciação profissional em diversas áreas, com uma estrutura jamais oferecida pelo sistema.

  • O criador deste modelo de escola na cidade de Teresina foi o professor Wall Ferraz. Prefeito de então da cidade, Wall teve a feliz idéia de criar escolas de tempo integral na década de 80, ao perceber que em torno das comunidades mais carentes da cidade, muitas crianças e jovens viviam ociosas, sem ter condições de estudar, e sem oportunidade de acesso a uma profissionalização.

O Centro de Educação Musical do Mocambinho (CEM-Mocambinho), iniciou suas atividades em 1989, aparti da inauguração do Escolão do Bairro Mocambinho, complementando a carga horária dos alunos daquela escola, com cursos de iniciação profissional voltados para a area musical. Dentre os cursos oferecidos a época da instalação do CEM-Mocambinho, tinhamos: flauta doce com o prof. Silvan, coral com o prof. Pedro e o curso de iniciação musical através de instrumentos de bandas com o prof. Rocha Sousa, que com seus vinte e cinco alunos da primeira turma, formou nas aulas de prática de conjunto a banda de música da escola.

  • Aparti de 2001, a Banda do CEM-Mocambinho (Banda do Escolão Mocambinho), também passa a integrar as atividades da Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FCMC), através do Projeto Bandas-Escolas da PMT. O referido projeto é responsável pela política de ensino e difusão musical de todas bandas-escolas mantidas pela PMT.

Em 2009 o CEM-Mocambinho, completa 20 anos de plena atividade, com o apoio e estrutura da própria escola (Escolão Mocambinho), da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), e da Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FCMC). O Centro atende 110 alunos oriundos da própria escola e da comunidade, distribuídos nos cursos de violão, guitarra, teclado, baixo elétrico, flauta doce e instrumentos de banda de música. Os cursos são livres e práticos tendo uma duração média de três anos.

  • O Corpo Docente é composto por professores experientes: Rocha Sousa (tubas, bombardinos e trombone); Vitalino (teoria, saxofones e clarinetes); Leone (teoria, trompas e trompetes); Barroso (violão e guitarra); Keroline (violão e baixo eletrico); Daniel (bateria e percussão); Ubiratan (secretário).

Diversos grupos formados nas práticas de conjunto do CEM-Mocambinho estão aptos a apresentarem-se nos eventos da escola, da comunidade e da PMT, são eles: Banda de música Luiz Santos (Rocha); Banda de música Luiz Gonzaga (Vitalino); Grupo de Musica Popular (Keroline); Grupo de Violões (Barroso); Big Band (Leone).

  • O CEM-Mocambinho tem se destacado pela revelação de grandes talentos musicais que hoje são referencias obrigatória no mercado da música profissional em nossa região, são eles: Saxofones (Jardel, Person, Micael, Melke, Darciel, Raniel, Emylia Santos, Marcelo, João Filho, Wesley, Josué, etc.); Trombones (Vando, Emanoel, Edson, Humberto, Cristiano, Leone, Leonan, Junior, etc.); Trompetes (Pedro Henrique, Paulo, Branco, Hiderlan, etc.), dentre outros.

O CEM-Mocambinho completa 20 anos com uma marca consolidada de ser uma escola de música onde crianças do povo: negras, mulatas, amarelas, pardas e brancas, aprendem a tocar como profissionais.

  • Video feito no Centro de Educação Musical do Mocambinho para o Projeto Bandas-Escolas da PMT concorrer o Prêmio Piauí Inclusão Social 2008.



domingo, 12 de julho de 2009

Banda PMPI: Em 2009 - 134 anos

Banda PMPI - 1988
  • No dia 17 de Julho de 2009, à banda de música da Policia Militar do Estado do Piauí, criada em 17 de julho de 1875, completa 134 (cento e trinta e quatro) anos de existência.

Conjunto instrumental oficial do estado do Piauí, a Banda de Música da Policia Militar do Estado do Piauí, que traz a alcunha de “Briosa”, celebra, o seu centésimo trigésimo quarto ano de existência, reconhecida pela sociedade e pela historiografia da nossa música, como o mais antigo e mais tradicional conjunto instrumental existente em nosso estado, pertencendo à seleta galeria das bandas centenárias brasileiras.


  • Na condição de membro dessa valorosa coorporação musical, venho me juntar, com grande honra e também muita alegria, a todos os que rendem homenagens a essa tradicional banda que não ficou restrita aos quartéis e sim, sobretudo nas ruas, agregando a população em torno de si, em torno da sua música aprendendo e ensinado a cultivar as mais valiosas tradições culturais do nosso povo.

A Banda de Música da Policia Militar do Estado do Piauí, vem fazendo sua história honrando a rica tradição das bandas de música brasileira, acompanhando a evolução da nossa arte musical e permitindo que o Estado possa preservar e divulgar seus valores culturais alicerçados na música.

  • Neste 134º aniversario, os sinceros e merecidos "Parabéns à Banda de Música da Policia Militar!" e , por conseguinte, a Polícia Militar do Estado do Piauí.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Banda de Música de Água Branca

  • O sonho do Prefeito Zito, de constituir uma Banda Municipal na Cidade de Água Branca, começou a tornar-se realidade no dia 01/07/2009, quando a recem-criada banda infanto-juvenil do municipio fez sua primeira apresentação pública na Praça da Matriz de Agua Branca.

  • Diz a sabedoria popular que: "Uma cidade sem uma banda nunca está completa falta lhe uma metade. Uma banda da cidade."



Após três meses de intenso estudos, a Banda de Música Infanto Juvenil do Municipio de Água Branca estreou publicamente suas primeiras notas musicais dentro da programação das comemorações do aniversário da cidade, realizando uma alvorada para a população onde apresentou um repertório com as músicas: Parabéns Pra Você; Hino do Município de Água Branca; O Meu Boi Morreu e Asa Branca.


A Banda recém-formada por alunos da Escola Municipal Maria do Carmo é composta por 30 jovens (adolescentes), entre 11 e 14 anos que ensaiam aos sábados, domingos no espaço fisico da própria escola, sob a orientação do Projeto Banda-Escola coordenado pelo maestro Rocha Sousa e sua equipe. Depois da magnifica estréia no aniversario da cidade a banda voltou a apresentar-se no mercado público municipal para a apreciação dos populares que ali se encontravam fazendo suas compras, como mostram as fotos deste post.
  • A apresentação emocionou quem esteve presente na praça, e o esforço e dedicação dos meninos-músicos aguabranquenses foram recompensados com muitos aplausos.

  • A Banda treina só nos fins de semana, mas os integrantes da banda já demonstraram desde os primeiros ensaios muita habilidade.

O Projeto Banda-Escola é um projeto que tem dado bons resultados e iniciou suas atividades há vinte anos na cidade de Teresina onde promoveu uma revolução no movimento musical da cidade possibilitando um crescimento cultural bastante visivel no meio musical da região.


  • Sou mestre de banda por opção e por formação, Já fiz duas décadas de dedicação e luta como músico formador de bandas com jovens adolescentes de baixa renda, sempre me encantei pelo trabalho direto com os alunos, principalmente de comunidades carentes. Eu acredito na educação e que podemos fazer a diferença através dela.