sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Mestre Manoel Fabiano de Batalha - Pi

Mestre Manoel Fabiano
  • MANOEL FABIANO – Músico, compositor e mestre de banda piauiense natural da cidade de Batallha-Pi atuando no meio musical deste a juventude, deixando uma obra musical muito rica e presente até hoje no repertório das banda de música.
  • Publicaremos a seguir um artigo sobre o mestre Fabiano publicado por volta do ano 2000 no jornal "O Dia" da cidade de Teresina, assinado pelo jornalista Raimundo Cazé.
Há mais de duas décadas, tive a honra de receber, em minha casa, a visita de um senhor de 102 anos de idade, trazendo consigo um saxofone. Era Manoel da Costa Lima (Manoel Fabiano), que eu já sabia ser o autor de Momentos Felizes, a mais bela composição musical piauiense.
Da visita de Fabiano resultou uma matéria de página no jornal da Manhã, do qual eu era editor, à época. Fui informado de que a matéria surpreendeu as autoridades da Secretária de Cultura do Estado, mas não tive conhecimento de nenhuma ação no sentido de resgatar a vasta obra do grande compositor de Batalha, que veio há falecer quatro anos depois.
Recentemente sou despertado por um admirador de Fabiano, o Borginho, que me falou de dois CDs contendo quase toda a oba do mestre. Adquiri apenas um volume, o que contém Momentos Felizes. Ao ouvir a gravação, surpreendi-me: a maior obra de Manoel Fabiano não é Momentos Felizes, e sim Francisco de Lourdes.
O dobrado Torres de Melo, que também está no CD, só teria a notoriedade merecida se tivesse sido gravado por uma banda inteira, tal como foi apresentado em São Paulo, pela Banda de Música da Policia Militar, por ocasião de encontros nacional de bandas.
Os idealizadores da gravação como a obra de Manoel Fabiano foram os seus próprios familiares, quase todos músicos, e não existe na capa do lançamento sinais de participação de nenhum órgão público, o que torna o trabalho ainda mais meritório.
Ouvidos mais exigentes haverão de constatar algumas deficiências na produção, o que seria perfeitamente explicável. Porem a providência mais importante foi tomada. O trabalho foi feito em cima dos originais deixados em partituras, pelo próprio autor.
Dessa forma, qualquer crítica que venha a ser feita sobre o trabalho intitulado "Alvorada Batalhense", só terá valor se partir de alguém que tenha condições de fazer mais bonito. Eu não me atreveria, na condição de musico, a sugerir aos programadores musicais das emissoras de rádio de Teresina que quanto a tocar o CD com as músicas de Fabiano. Eles poderiam se sentir constrangidos, por não se tratar de bandas do Ceará ou Bahia. Contudo, peço, humildemente, que as pessoas que navegam na internet se encarreguem de mostrar para o mundo a fantástica obra de Manoel Fabiano.
Acredito que, a partir dessa providência, os músicos não mais terão o dissabor de ver, no almanaque da música, a palavra “autor desconhecido”, frente de Momentos Felizes.
  • Obs.: Este artigo foi escrito por volta do ano 2000, no jornal "O Dia" da cidade de Teresina, pelo Jornalista Raimundo Cazé. Mestre Fabiano faleceu no dia 06 junho de 1992, com 108 anos, mais continua vivo através de sua obra musical.

PS. O CD Alvorada Batalhense I e II que resgata a obra do mestre Fabiano foi produzido por George Machado Tabatinga

Sobre a "Valsa Momentos Felizes", Consta que ainda em vida o próprio mestre Fabiano, dizia que a mesma fora composta em meados de 1918, numa viagem que empreendera no lombo de um jumento, de volta a Batalha, depois de um animado e concorrido baile que tocara na Piracuruca de Nossa Senhora do Carmo. Cansado, parou para descansar, quando o sopro de sua aguçada e audaciosa inspiração, lhe trouxe à tona a valsa que se tornaria, em pouco tempo, um lenitivo para os ouvidos mais exigentes.

Um comentário: