quarta-feira, 17 de junho de 2009

Maestro Luiz Santos: O Educador de Gerações

Maestro Luiz Santos
  • No dia 04/05/2009, silenciou, para sempre, o exímio trompetista, maestro, educador e compositor Luiz Santos, que educou e formou musicalmente várias gerações de músicos em solo piauiense. Ao longo dos seus 86 anos, manteve uma brilhante trajetória musical, reconhecida e aplaudida por todos do meio musical, no Piauí.
O maestro Luiz Santos, nasceu em 03/05/1922, em Valença-PI. Aos 17 anos veio com a família morar em Teresina, onde iniciou seus estudos musicais. Em 30 de abril de 1946 ingressou na banda de música da Policia Militar do Piauí como músico trompetista.
Desde cedo demonstrou dedicação e entusiasmo nos estudos musicais, de tal forma que, e por si só, quase que instintivamente, foi aperfeiçoando os conhecimentos, até vir a ser um hábil compositor, além de um exímio executante do instrumento que adotou para estudo e companhia - o trompete.
  • Na banda de música da Policia Militar do Estado do Piauí fez carreira de soldado-músico ao posto de Tenente Coronel–maestro.
Como maestro chefe, Luiz Santos foi um competente regente, sempre pronto a ajudar e a resolver problemas musicais da banda da corporação. Esta sua característica aliada ao fato de ser um dos maiores músicos do seu tempo em todo o Piauí, conquistou a estima e a admiração de todas as pessoas que o conheceram.
  • Em 1962, criou na corporação o grupo “Os Milionários", grupo esse que gravou um disco que fez muito sucesso nos estados do Piauí, Maranhão e Ceará. Foi também foi o responsável pela interiorização da banda de música da Pmpi nos principais municípios do interior do Estado.
Como professor, contribuiu com a formação de várias gerações de instrumentistas, inclusive os seus filhos, que integraram diversos grupos e bandas na cidade de Teresina e nos estados Brasileiros.
  • Foi o fundador de diversas bandas de Música no interior do estado do Piauí e Maranhão.
Em Teresina fundou a banda da antiga Escola Técnica Federal do Piauí hoje CEFET-PI e implantou na década de setenta um projeto pioneiro de formação de bandas nas escolas pública estaduais localizada nos diversos bairros da cidade onde revelou muito dos músicos, regentes e compositores.
  • A sua habilidade não se manifestava só na música. Pelo jeito que tinha para a pedagogia, não perdeu oportunidade e criou a escola Pedro II que contribuiu para a formação de muitos profissionais nas diversas áreas do conhecimento.
A sua modéstia, o seu amor à família, a fidelidade aos seus amigos, o apego à sua terra natal e a total ausência de ambição, levaram-no a viver sempre de forma simples, rodeado pelos filhos e amigos, mesmo depois da aposentadoria.

7 comentários:

  1. A ele devo o pouco que sou e o respeito que o meio musical me tem.
    Ao mestre com carinho. Conheci o Prof. Luiz Santos em 1993. Desde então, foi personagem fundamental na minha vida. Com ele, aprendi uma porção de coisa: conheci a música instrumental tão desejada, me apaixonei , aperfeiçoei meu trabalho, melhorei, progredi. E continuo aprendendo. O Maestro Luiz Santos me ensinou a dar importância ao que realmente tem importância: os amigos, as paixões e a música. E a ser uma um eterno aprendiz e uma criatura sempre melhor. Luiz Santos entrou na minha vida pra chacoalhar a minha alma. (Prof.Ronaldo Chaves)

    ResponderExcluir
  2. Louvamos a Deus pela vida do Maestro Luis Santos, que tivemos o privilégio de conhecer a sua pessoa e com o mesmo, aprender parte da educação musical e conceitos morais que ele sempre passava para a então banda que estava formando nos anos 90 na cidade de Nossa Senhora dos Remédios – PI. Hoje eu tenho trabalhado formando bandas de música em N.S.dos Remédios - PI, e atualmente, sirvo a Deus como maestro de Banda e Coral em Floriano-Pi, devendo assim, todo respeito a este grande educador. Maestro Luis Santos

    ResponderExcluir
  3. Meu mestre, professor e mais tarde sogro e mais ainda, meu paizão. O Papai Luis Santos.
    Foi com ele que aprendi a gostar de estudar português, foi com ele que aprendi a ver a vida de forma colorida. Aprendi a valorizar e aceitar o que meus filhos escolheram como profissão. A MÚSICA.
    Ele me inspirou a escrever as minhas primeiras poesias.
    Ele era simples e valorizava a arte criada de maneira mais simples.
    E de forma imensurável a amar a música. E a arte de forma geral.
    Um dia ele me convidou para ouvir um ensaio da Banda do CEFET e para minha surpresa ele apresentou um lindo tema que havia acabado de compor. Tinha o meu nome.
    Senti-me tão emocionada quanto esse momento que redijo esse comentário.

    Sou grata para sempre maestro. Minha escola de vida.
    Fique com Deus, no descanso ETERNO.


    Com ele aprendi também a ser mais generosa.

    ResponderExcluir
  4. A Vitória de quem soube viver



    Eu vi o brilho da vida nos teus olhos, apagada.
    Vi o suspiro de alívio de dever cumprido
    Vitorioso, por ter sabido viver.
    Músico instrumentista, compositor realista, meu professor.
    Oh! Poeta do meu bem querer.

    Não deixarei que a essência do teu abandono me domine.
    O meu pensamento há de buscar o consolo nas lembranças...
    Mesmo perdidas no tempo.
    Vasculho o seu tempo até meio desordenado em meus pensamentos.
    O passado que fez o presente.
    E o presente que fará o futuro, o seu futuro agora eterno.

    ResponderExcluir
  5. Prof., Maestro e mestre Luis Santos. Um educador nato que soube reconhecer e incentivar aqueles que tinham um pouco desse fogo sagrado na alma, que é a música. Tudo o que pude aprender com ele foi e é de uma importância imensa na minha vida profissional e pessoal. Fez coisas maravilhosas que somente aqueles que trazem em si o respeito e o amor por todos de forma indiscriminada sabem fazer. Talvez eu não o tenha agradecido pessoalmente mas rogo ao Pai Celestial e a Jesus que o ampare sempre, lhe proporcionando eternas oportunidades de aprencizado e evolução aonde quer que ele se encontre agora. Maestro Luis Santos, eternas saudades , muito obrigado por ter feito parte da minha vida aqui na Terra e terei muito prazer em encontra-lo novamente um dia se assim for da vontqde Deus, nosso Pai todo-poderoso. Um grande abraço e que Jesus continue iluminando a sua eterna caminhada.
    ST MÚS. Ulisses Gomes dos Santos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. * Se assim for da vontade de Deus.

      Excluir
  6. Fui aluno do professor Luís Santos em 1984, na então Escola Técnica Federal do Piauí, hoje Instituto Federal do Piauí. Ministrava a disciplina de educação artística para as turmas do 1º ano do segundo grau (hoje, Ensino Médio), que eram chamadas à época de "básico". Paciente, compreensivo, dedicado - tinha na postura a sapiência que poucos professores demonstravam. Respeitado e querido por todos os alunos. O tempo passou e eu terminei me tornando também professor da mesma instituição. Não mais reencontrei no CEFET PI (depois IFPI) o saudoso professor: ele ja se havia aposentado. Tive, todavia, notícias do mestre por meio de dois dos seus discípulos, os professores Eraldo e Iara. Ficam saudades do mestre e gratidão não apenas por seus ensinamentos na área musical, mas sobretudo pela lição de humildade, serenidade, equilíbrio, enfim, sabedoria que até hoje servem de paradigmas na minha profissão.

    ResponderExcluir